Trilogia Dragões de Éter

Trilogia Dragões de Éter

Escrita pelo brasileiro Raphael Draccon, a trilogia Dragões de Éter é uma história de fantasia com leitura extremamente agradável, não deixando a desejar em nada quando comparada a grandes clássicos do gênero

Nascido no Rio de Janeiro, Raphael Draccon já trabalhou como digitador e redator de dois jornais de bairro, foi professor em um Dojo e escreveu o primeiro livro com apenas 22 anos. Formado em cinema, o autor conseguiu reunir diversas referências como contos de fada, bandas de rock e até personagens do jogo Final Fantasy em uma história complexa com romances, intrigas, debates filosóficos e guerras, sem perder o ponto em nenhum de seus três livros.

Caçadores de Bruxas

O primeiro livro da saga nos apresenta Nova Ether, um mundo protegido por poderosos avatares em forma de fadas-amazonas. Cansadas das falhas daqueles que protegiam, algumas dessas fadas se voltam contra as raças que habitam o mundo. Uma era de caos e terror se instaurou, até que Primo Branford, o filho de um moleiro, resolveu reunir os maiores heróis do mundo para uma grande caça as bruxas. Esse evento violento e sanguinário acaba com a coroação de Branford como Rei de Arzallum, por onde desfrutou de paz e tranquilidade por 20 anos. As coisas não parecem continuar dessa forma, entretanto.

Neste livro fica clara a habilidade de Raphael como contador de histórias. Unindo personagens clássicos dos contos de fada como Chapeuzinho Vermelho e João e Maria, ele passa uma sensação de conhecimento dos personagens e os encaixa com leveza em seu mundo, os envolvendo na trama e levando os leitores a pensar que eles sempre fizeram parte daquele mundo.

Corações de Neve

O maior dos reinos de Nova Ether tem um novo rei, e é dado inicio a esperada Era Nova, entretanto, várias coisas estranhas continuam a acontecer. Enquanto um adolescente desenvolve uma iniciação mágica proibida, dois irmãos descobrem laços antigos de sua família com a magia negra enquanto duas sociedades secretas decadentes se unem em um novo e furioso grupo.

Neste volume Raphael explora mais o lado pessoal dos personagens. Em meio a guerra, batalhas épicas e bruxarias, vemos romances e relacionamentos aflorando, de forma ligada a história e sem perder o foco. Itens de contos de fada estão mais presentes neste volume, e a profundidade do mesmo mostra a evolução rápida do autor em relação ao já excelente primeiro livro.

Círculos de Chuva

Uma sociedade renascida parte em busca de um tesouro sem saber como isso poderia mudar a humanidade, enquanto o último príncipe de Arzallum viaja para um casamento forçado em uma terra que ele nem mesmo sabe se existe. Tudo isso enquanto um garoto de cinco anos faz um ato que fere antigos acordos políticos dando origem a Primeira Guerra Mundial de Nova Ether.

Neste último livro da trilogia Raphael aproveita para inserir diversos outros personagens conhecidos do público, deixando aqueles que gostam de encontrar referências em uma espécie de “caça ao tesouro”. Este livro, assim como seus antecessores, é carregado de emoção e te faz refletir o tempo todo sobre as escolhas dos personagens, e o livro termina com ganchos para uma possível nova trilogia da saga, que de acordo com o The Guardian será publicado em 2017, em comemoração aos 10 anos do primeiro livro da saga.

A trilogia possui um box especial que pode ser adquirido em qualquer livraria virtual ou física, e é distribuido pela editora Leya.

Alvaro Ramos

Alvaro Ramos

29 anos, marido da Sah e co-fundador do Sahssaricando. Gosta de tudo relacionado ao mundo Geek antes mesmo dele ter ganho esse nome e essa febre.
Alvaro Ramos

Últimos posts por Alvaro Ramos (exibir todos)