Minhas 6 músicas favoritas do Linkin Park

Minhas 6 músicas favoritas do Linkin Park

A quinta feira (20/7) ficou bem cabisbaixa após a notícia do falecimento do vocalista Chester Bennington, um dos fundadores da banda de new metal Linkin Park. Minha adolescência foi embalada por várias canções do LP e muitas outras pessoas também tem essa mesma sensação.

É muito chato quando um artista morre. Aliás é muito chato o fato de alguém morrer. São tantas histórias e marcos que uma pessoa pode deixar na Terra. E quando falamos de uma celebridade conhecida mundialmente estes marcos impactam várias pessoas e até mesmo uma geração.

Há quem faça resistência e diga que o “Linkin Park nem é tudo isso”. Mas para os anos 2000 fez. Para mim foi o início da adolescencia, de ter certa liberdade e fazer escolhas. E nossas músicas, livros e assuntos favoritos vão se formando nesta época. para mim foi com 16 anos que tudo isso aconteceu de fato…. e o LP estava ali.

Na época eu era jovem aprendiz de uma escola de informática. Era meu primeiro “emprego” e isso por si só me deixou muito orgulhosa de mim mesma. Horário excelente, salário bom (para alguém de 16 anos) e ainda poder conhecer pessoas novas e me desenvolver fora do eixo escola-casa.

Lembro que foi anunciado na rádio (era o que eu escutava no ambiente de trabalho) que o Linkin Park viria ao Brasil para realizar um show em São Paulo, no estádio do Morumbi.

Eu nunca tinha ido a um show. E nunca tinha visitado o Morumbi (detalhe que sou são-paulina). E sem falar nada pra ninguém fui atrás de comprar meu ingresso. O problema era : “Como vou pedir para minha mãe me deixar ir para SP sozinha”.

Não teve nada mirabolante. Como uma filha comportada logo pedi pra ela que queria ir no show e que ela não precisava se preocupar que eu pagava. Minha mãe super feliz com a “responsa” topou mas preferiu que eu fosse de excursão. E assim fui ao meu primeiro show, de uma das bandas mais legais do momento.

Nem preciso dizer que foi uma experiencia super legal. Me senti tendo o momento da minha vida. E é engraçado pensar nisso hoje com 30, onde sou adulta e faço basicamente tudo o que posso/tenho direito (e dinheiro). Aos 16 anos tudo na vida é mágico, memorável e marcado na alma. O bacana é ter essa sensação até hoje e ainda gostar da maioria dos artistas que eu gostava de escutar na época. E o Linkin Park foi uma dessas bandas que sobreviveu a minha adolescência.

Segue então as seis músicas que são para mim as melhores da banda. Segue a lista cheia de saudade de um vocalista foda!

With You (Hybrid Theory)

No, no matter how far we’ve come
I can’t wait to see tomorrow

 

Breaking the Habit (Meteora)

I’ll paint it on the walls
‘cause I’m the one at fault
I’ll never fight again
And this is how it ends

 

Numb (Meteora)

Can’t you see that you’re smothering me?
Holding too tightly, afraid to lose control
‘Cause everything that you thought I would be
Has fallen apart right in front of you

 

What I’ve Done (Minutes to Midnight)

For what I’ve done
I start again
And whatever pain may come
Today this ends
I’m forgiving what I’ve done

 

Burning in the Skies (A Thousand Suns)

So don’t apologize
I’m losing what I don’t deserve
What I don’t deserve

 

Castle of Glass (Living Things)

Wash the sorrow from off my skin
And show me how to be whole again

Sarah Campos

Sarah Campos

Fundadora do Sahssaricando. Vive com a cabeça no mundo da lua, parou no tempo do Balão Mágico e tem alma oitentinha. Gosta de assuntos bons o suficiente para render horas de conversa e é uma eterna aprendiz da vida.
Sarah Campos

Últimos posts por Sarah Campos (exibir todos)