Extraordinário

Extraordinário

A convite do Cine Roxy fomos conferir nesta terça o filme Extraordinário, baseado na obra americana Wonder um best-seller de Raquel Jaramillo, que assina como R. J. Palacio.

 

Stephen Chbosky, conhecido pelo íncrivel trabalho ao adaptar seu próprio livro (As Vantagens de ser Invisível) para as telonas, retorna para esse tocante longa sobre a vida de Auggie, um menino igual a qualquer outro, mas ao mesmo tempo muito diferente. Nascido com uma alteração genética, o garoto já passou por 27 cirurgias estéticas em seu pouco tempo de vida. Depois de anos sendo educado em casa por sua mãe, é hora de Auggie enfrentar um novo e assustador desafio: ir para a escola.

Depois de duas versões do roteiro, Chbosky tomou para si a tarefa de adaptar o livro, e fez uma obra especial e que bebe diretamente da fonte original, passando ao público o bom humor e o espírito da obra original, e um dos pontos essenciais do filme é que não se foca exclusivamente em Auggie, dando espaço para sabermos como as pessoas que vivem em torno do garoto estão e como se sentem em relação a tudo o que estão passando.

Assim, o filme consegue fugir dos clichês melodramáticos da categoria, apresentando um filme profundo e eficiente sem perder a simplicidade. Cada “capítulo” em que a visão de outro personagem toma a narrativa é encaixada perfeitamente, deixando a narrativa fluida e mantendo a história seguindo em frente. O ritmo do filme é leve, te levando graciosamente de momentos divertidos e alegres a momentos pesados de forma muito bem orquestrada.

 

Os destaques ficam para Jacob Tremblay (O quarto de Jack), que dá vida a Auggie de forma impecável, Izabela Vidovic não deixa por menos interpretando a irmã do protagonista, Via. Além deles destacam-se Noah Jupe e Bryce Gheisar nos papéis de Jack Will e Julian, respectivamente o melhor amigo de Auggie e seu “antagonista”. Julia Roberts e Owen Wilson, dois gigantes do cinema, acabam ficando em segundo plano nos papeis de pais de Auggie, o que deixa o filme ainda melhor, já que a história poderia ser facilmente deixada de lado pelo brilhantismo dos atores. Entre o resto do elenco adulto, o professor e o diretor interpretados por Daveed Diggs e Mandy Patinkin se destacam, tornando o filme ainda mais cativante.

Com originalidade e fuga de muitos cliches, Extraordinário consegue ser um dos filmes mais tocantes de 2017.

Sarah Campos

Sarah Campos

Fundadora do Sahssaricando. Vive com a cabeça no mundo da lua, parou no tempo do Balão Mágico e tem alma oitentinha. Gosta de assuntos bons o suficiente para render horas de conversa e é uma eterna aprendiz da vida.
Sarah Campos

Últimos posts por Sarah Campos (exibir todos)