Raphael Draccon –  Cemitério de Dragões

Raphael Draccon – Cemitério de Dragões

Oooi Galeeerinha!

Hoje eu trago para vocês a resenha do livro Cemitério de Dragões do Raphael Draccon, um livro que eu baixei como quem não quer nada. Estava lá passeando pelo site lelivro.com quando dei de cara com uma capa maravilhosa e com dragões, procurei o livro no skoob.com.br , li a sinopse e achei a proposta do livro bem interessante e ai resolvi baixar, não me custava nada hehehe. Segue a sinopse do livro para vocês entenderem a proposta e irem se aquecendo para os porquês que eu gostei dele.

Um soldado de elite do exército americano desaparecido em uma missão no Afeganistão. Uma africana guerrilheira crescida em meio a conflitos étnicos de Ruanda. Uma garçonete irlandesa praticante de artes marciais mistas. Um hacker brasileiro descendente de orientais. Um dublê francês mestre em Parkour. Cinco realidades distintas. Um fenômeno desconhecido faz cinco pessoas, sem qualquer conexão e espalhadas pelo planeta Terra, acordarem em diferentes regiões de uma realidade devastada por um império de reptilianos e assolada pela escravidão. Os cinco iniciam uma jornada em busca de respostas para sobreviverem no centro de uma guerra envolvendo criaturas fantásticas e demônios dispostos a invocar perigosos seres abissais para servirem a seus propósitos.

Porém uma entidade pretende conectar o destino dos cinco humanos e armá­los com uma tecnologia construída à base de metal­vivo, magia e sangue de dragões. Uma tecnologia jamais vista naquela ou em qualquer outra dimensão, capaz de gerar heróis de metal. Batalhas empolgantes, romance e magia. Esse é o universo épico de Cemitérios de Dragões, inspirado em uma visão adulta e sombria das antigas séries Tokusatsu, como Jaspion, Changeman, Flashman, Ultraman e tantas outras, que marcaram a infância de toda uma geração.

Cemitérios-de-Dragões livro resenha

Considerações

O texto do Raphael é gostoso, não é aquele texto infantil que desanima, mas também não é aquele texto chato cheio de palavras difíceis que você tem que parar a leitura para procurar o significado. Ele é um texto que flui naturalmente, acreditem em mim.

Eu li a sinopse no Skoob, e lá não tem este começo explicando os personagens, então eu comecei a ler o livro sem saber quem eram os personagens, apenas sabendo que cinco pessoas foram transportadas deste mundo para uma dimensão diferente. Então o que está descrito na sinopse eu fui descobrindo ao longo do livro. Não atrapalhou em nada e até achei mais interessante, assim deu um tacham a mais na história.

No começo da história os personagens estão sozinhos e confusos sem saber o porquê e a forma que foram parar naquela dimensão bizarra, eles começam cada um em um canto da dimensão, porém depois de uns capítulos, alguns dos personagens se encontram. O americano com a irlandesa, o brasileiro com o francês e a africana “sozinha”. Rola muita coisa com eles, muita aventura, perigo e seres bizarros e monstruosos.

Ao longo de sua jornada o americano e a irlandesa conhecem um povo daquela dimensão que não são hostis e que os apresentam a uma tecnologia surreal para lutar contra os dracrônicos e os seres abissais, eles aceitam entrar nesta guerra acreditando que assim eles vão voltar para casa.

Durante a “preparação” para guerra final, que acontecerá na noite da serpente, os personagens vão se encontrando e eles vão formando um time para lutar juntos contra todo o mal e voltar para casa. E ai rola muita pancadaria, morte, e todas as coisas legais que prendem a atenção em um livro e que eu não posso contar se não é muito spoiler.

Agora tem que ter um paragrafo só para falar desta tecnologia surreal que eu comentei ali em cima. Os personagens ganham roupas maneiras, uma tecnologia que fica presa no pulso tipo um relógio, cada um tem uma cor de roupa e eles podem falar com a tecnologia para a roupa aparecer. O que isso parece?!?! POWER RANGEEEERS!!! Siiim, eu pirei quando eu li isso, certeza que é uma das referências utilizadas pelo autor, mesmo não tendo sido citada na sinopse.

Achei esse livro sensacional, porém já aviso pessoal, este é o Volume I, então quer dizer que vocês vão ficar com algumas perguntas sem resposta e com a sensação de quero mais. As três palavras: Sensacional, aventura, diversão.

Para quem não sabe o autor Raphael Draccon é brasileiro e apesar de ser novo ele tem um extenso currículo, uma de suas obras mais conhecidas é a trilogia Dragões de Éter. Segue o site do autor para quem quiser conhecer: http://www.raphaeldraccon.com/

Então é isso gente, espero que vocês tenham gostado da resenha. Não deixem de comentar, de dar sugestões ou criticas.

Beijos e até a próxima.

 

Alvaro Ramos

Alvaro Ramos

29 anos, marido da Sah e co-fundador do Sahssaricando. Gosta de tudo relacionado ao mundo Geek antes mesmo dele ter ganho esse nome e essa febre.
Alvaro Ramos

Últimos posts por Alvaro Ramos (exibir todos)